Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

Ainda mais importante no verão, filtro solar pode ter variação de preço de até 100% em BH

Por Redação, 14/01/2019 às 10:10
atualizado em: 14/01/2019 às 11:37

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Pixabay
Pixabay

Mesmo com a chegada do verão e do intenso calor, muitos brasileiros ignoram o uso do protetor solar. O item, que não deve ser usado só em dias de sol, deve ser associado ao uso de outros acessórios para que a pessoa se proteja e evite doenças como o câncer de pele.

De acordo com a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Minas Gerais, Raquel Guerra, na hora de se escolher o filtro solar é preciso levar em consideração o fator de proteção, ou seja, o quanto o produto protege a pele dos raios ultravioletas (UV) dos tipos A e B.

A proteção para o tipo A é representada pela sigla PPD, e para o tipo B pela FPS, a mais conhecida pelos consumidores. Conforme a regulamentação dos filtros solares, as duas informações devem estar explícitas na embalagem dos produtos.

Além da proteção, Raquel explica que outros fatores que devem ser levados em consideração na hora de escolher o produto são a resistência à água e ao suor, além da adequação do produto ao tipo de pele, podendo ser mais hidratante, para peles secas, ou de toque secos, para peles oleosas.

Preço

Segundo Raquel, o preço alto é uma das maiores barreiras para que a população se proteja melhor contra o câncer de pele. O protetor solar é caro porque é considerado um item supérfluo, de higiene pessoal. E sobre esses produtos, incidem impostos como o ICMS, que representa em média mais de 40% do preço final.

Em Belo Horizonte, é preciso ficar atento aos valores. Segundo o site Mercado Mineiro, o preço do produto pode variar até 100%. O Sundown FPS 30, de 120 ml, pode custar de R$ 15,99 a R$ 31,99. O de 200 ml vai de R$ 29,99 a R$ 38,90, uma variação de 29,6%. O mesmo protetor solar com ação repelente de 120 ml FPS 30 pode custar de R$ 34,50 a R$ 44,90, uma variação de 30%. Já o de FPS 50 pode custar de R$ 43,90 a R$ 63,79, variando 45%.

Apesar dos altos preços, Raquel Guerra alerta que mais do que levar em consideração a questão financeira é preciso comprar um produto que confira uma proteção adequada. "A pessoa usa um filtro que não tem boa qualidade, sente-se protegida, se expõe demasiadamente e pode se queimar e estar se colando em risco em relação a câncer de pele e envelhecimento".

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link