Notícias

Postos de saúde abrem neste sábado para dia D de vacinação contra a gripe

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 03/05/2019 às 11:09
atualizado em: 06/05/2019 às 10:20

Texto:

Mais de 12 milhões de brasileiros já foram vacinados contra a gripe até 30 de abril em todo o país, o que corresponde a 21% do grupo prioritário. A informação foi divulgada nesta semana pelo Ministério da Saúde. A campanha nacional de vacinação contra gripe continua até 31 de maio. Neste sábado (4), os centros de saúde de todo o país devem funcionar durante todo o dia para vacinação das pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha. 

Devem se vacinar crianças de seis meses a cinco anos de idade, gestantes, puérperas (mães que deram à luz há menos de 45 dias), idosos, profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade. Portadores de doenças crônicas que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

O ministério da Saúde quer vacinar 58,6 milhões de pessoas, até o dia 31 de maio. Para isso, enviou aos estados 63,7 milhões de doses da vacina. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários. A escolha dos grupos que receberão a vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Em 2018, as gestantes e as crianças foram os únicos grupos que ficaram abaixo da meta. Todos os outros grupos atingiram o patamar de 90%. Neste ano, a faixa-etária do público infantil foi ampliada. 

Em Belo Horizonte, todos os centros de saúde vão abrir das 8 às 17 horas para vacinação contra a gripe. Lembrando que alguns postos de saúde também terão atendimentos direcionados aos casos de dengue. 
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link