DIGI+ Campeão Mineiro - Internas

Notícias

Patrocinador entra com ação contra Cruzeiro cobrando valores das vendas de Mayke e Arrascaeta

Por Fábio Rocha, 11/06/2019 às 18:43
atualizado em: 12/06/2019 às 11:01

Texto:

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro e Vinnicius Silva/Cruzeiro
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro e Vinnicius Silva/Cruzeiro

Um dos patrocinadores do Cruzeiro, o Supermercados BH está processando o clube celeste por não ter repassado à empresa as porcentagens devidas pelas vendas do lateral-direito Mayke ao Palmeiras, em novembro de 2018, e do meia Arrascaeta ao Flamengo, em janeiro deste ano.

Em duas ações – uma para cada jogador –, impetradas no início deste mês na 7ª Vara Cível de Belo Horizonte, o Supermercados BH pede que o Cruzeiro apresente as documentações de venda de Arrascaeta e Mayke. O patrocinador tem direito a 25% da negociação do meia uruguaio e 20% do lateral-direito.

“Entramos com a ação para o Cruzeiro apresentar os contratos de venda do Mayke e do Arrascaeta. Não queremos briga, só queremos que o clube apresente os contratos e nos pague o que é devido”, disse à Itatiaia Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH.

Após período de empréstimo, Mayke foi vendido ao Palmeiras em novembro de 2018. O clube celeste tinha 50% dos direitos sobre a negociação. Os valores da transferência não foram divulgados. 

Já no caso de Arrascaeta, o Cruzeiro vendeu o meia ao Flamengo por 13 milhões de euros (cerca de R$ 55,3 milhões na cotação da época). De acordo com as negociações, o clube receberia 7 milhões de euros à vista, mais 3 milhões de euros neste mês de junho e outros 3 milhões de euros em dezembro. O valor é referente aos 50% dos direitos econômicos do jogador (25% do Cruzeiro e 25% do Supermercados BH).

Pedro Lourenço revelou que o presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, chegou a comunicá-lo da venda de Arrascaeta ao Flamengo, mas que não retornou os contatos para apresentar os documentos e repassar o valor devido à empresa. “O Wagner chegou a vir na empresa e conversou comigo falando que venderia o Arrascaeta, mas depois não falou mais nada”, afirmou.

Sobre Mayke, o dono dos Supermercados BH afirmou que o presidente celeste sequer o comunicou da venda. Por contrato, o Cruzeiro tem um prazo para fazer o repasse da porcentagem ao Supermercados BH. No entanto, o tempo já estourou.

Em contato com a Itatiaia, o advogado do Supermercados BH, Guilherme Teixeira de Souza, afirmou que houve duas tentativas de contato com o Cruzeiro solicitando as documentações das vendas dos jogadores para tentar resolver o impasse de forma amigável. Mas, como o clube não respondeu, restou a cobrança na Justiça.

“Eles sonegaram a informação da venda que está prevista em contrato. Fizemos duas notificações para cada caso, mas eles sequer responderam. Aí não restou outra alternativa a não ser mover a ação”, ressaltou.

Procurado pela Itatiaia, o Cruzeiro informou que não vai se pronunciar porque ainda não foi notificado.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Empate entre Japão e Equador classifica Paraguai, que enfrentará o Brasil nas quartas da Copa América:… https://t.co/xQYms7VEh8

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Equipes ficaram no 1 a 1, no Mineirão

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Na visão do zagueiro, time terá duelos complicados logo no retorno às competições

    Acessar Link