Notícias

No Dia Nacional da Saúde Ocular e do Oftalmologista, saiba quais cuidados ter com a visão

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 07/05/2019 às 11:20
atualizado em: 07/05/2019 às 11:25

Texto:


Os cuidados com a saúde ocular devem ser tomados durante todas as fases da vida. Tem início na gestação, nos cuidados com a mãe durante o pré-nata e nos recém-nascidos submetidos ao teste do olhinho, capaz de detectar, ainda na maternidade, doenças como catarata e glaucoma congênitos, tumor e outros problemas oculares.

“Os erros de refração, assim como o estrabismo, devem ser diagnosticados o mais precocemente possível. São indicados exames aos quatro anos, aos seis e depois aos oito anos, fase em que o olho humano completa o desenvolvimento funcional definitivo. Após estas etapas da infância, as visitas ao especialista são anuais, ou a qualquer momento, caso haja queixas oculares”, detalha o presidente da Sociedade Mineira de Oftalmologia, Luiz Carlos Molinari.

O especialista alerta que o olho envelhece, dos 13 aos 20 anos de idade. Com isso, os problemas de refração mais frequentes são a miopia, hipermetropia e astigmatismo, além do ceratocone, também comum neste período. Esses problemas visuais podem ser corrigidos com o uso de lentes e até cirurgias personalizadas, que são as de correção de grau e as técnicas de contenção do desenvolvimento do ceratocone. 

“Aos 40 anos é importante que o paciente seja submetido a uma avaliação oftalmológica e não adquira no comércio as lupas para leitura, pois pode haver um mascaramento de problemas oculares, como catarata, glaucoma e outras. Por volta dos 65 anos podem surgir problemas com a perda da transparência do cristalino, ou catarata, um risco real de cegueira, reversível com o auxílio de cirurgia e implante de lente intraocular”, esclarece. 

No dia a dia, algumas medidas são simples e ajudam a evitar doenças nos olhos. “Mantenha os olhos sempre higienizados, utilize óculos de sol, bonés, chapéus, para proteger do vento e das ações de raios UVA e UVB e evite coçá-los com frequência. No caso de olho seco, o profissional pode indicar lubrificantes oculares ou lágrimas artificiais adequadas. Evite automedicação, que pode aumentar a incidência de catarata ou glaucoma. Diante de sintomas como dor, sensação de areia, olhos vermelhos ou falhas na visão, procure um oftalmologista”, orienta Luiz Carlos Molinari, presidente da Sociedade Mineira de Oftalmologia. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link