Unimed Ago-Set Maxi Internas CPM

Notícias

Levantamento aponta que Minas Gerais tem mais de 90 mil bares e restaurantes 

Por Redação, 19/08/2019 às 09:36
atualizado em: 19/08/2019 às 10:21

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Pixabay
Pixabay

Um levantamento exclusivo, feito pelo Ministério Público em parceria com a Associação Brasileira de Bares de Restaurantes (Abrasel), mostrou que Minas Gerais tem mais de 90 mil estabelecimentos, que geram 360 mil empregos diretos. Nos últimos dias, a Itatiaia veiculou uma série de reportagens contando histórias e curiosidades de alguns dos bares e restaurantes mais tradicionais de Belo Horizonte. Relembre a série abaixo

Belo Horizonte, inclusive, é reconhecida nacionalmente como a capital dos bares. Dados de de 2013 do Ministério do Turismo apontam um estabelecimento a cada 170 habitantes na capital mineira. Conforme divulgado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), são 9.500 comércios do setor na cidade. Considerando que BH tem 332 km², são 28 bares a cada km².

De acordo com Tulio Montenegro, do conselho de administração da Abrasel, mesmo em meio à crise, foram poucas as casas que fecharam em Belo Horizonte por falta de cliente. “O belo-horizontino é botequeiro. É a chance que nós temos de continuar sobrevivendo a essa economia feia que estamos tendo no momento.”

Porém, Tulio diz que a dificuldade financeira fez com que os estabelecimentos fizessem uma “ginástica”, com corte de funcionários e alteração na maneira como a comida é estocada.

Manter um bar funcionado, obedecendo à lei, não é fácil e nem barato, de acordo com Tulio. Na lista de custos, por exemplo, aparecem alvará de funcionamento (R$ 232,43), taxa de autorização sanitária (R$ 116,22), licença de engenho de publicidade para placas (R$ 116,21) e licença para mesas e cadeiras (R$ 116,21 + R$ 92,96). 

“Precisa modernizar. As leis são muito antigas. Tudo que você vai fazer, você tem que pagar e pagar e pagar. É muita coisa para pagar”, completa Tulio, pedindo menos burocracia estatal. 

Os bares em Belo Horizonte já fazem parte da rota turística, valorizada por festivais como o Comida de Boteco. Apesar de todas as dificuldades, segundo dados do Ministério do Turismo a expectativa é que o setor cresça 1,5% e, no segundo semestre, 40% dos estabelecimentos planejam contratar.

Segundo o Ministério, deve ser lançado em breve em Minas o Programa Nacional Investe Turismo, para rotas históricas do estado. O investimento de R$ 200 milhões tem como objetivo o incentivos a novos negócios, o acesso ao crédito, melhoria de serviços, inovação e marketing, voltados para o setor de Turismo. Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, será uma das cidades contempladas. 

Baixa gastronomia 

Daniel Carlos Gomes Neto, mais conhecido como Nenel, escreve há 10 anos para um blog e hoje é dono da página Baixa Gastronomia, no Instagram, que tem mais de 129 mil seguidores. Ele percorre bares e restaurantes da cidade, experimentado e divulgando os pratos. 

“Eu comecei a ver as pessoas de uma forma diferente, usando a gastronomia como fio condutor, uma coisa principal, mas usando isso para falar de pessoas e histórias”, diz, revelando que já visitou mais de 500 estabelecimentos. 

“O que é muito legal e me interessa muito é descentralizar a cidade. Sair das partes mais badaladas, com a Centro-Sul, que tem muita coisa legal, mas tem regiões em Belo Horizonte muito importantes, cheias de coisas legais e a gente não se dá conta”, completa. 

Leia também:

Histórias e curiosidades do quase centenário Bar do Orlando, no Santa Tereza
Tip Top: o restaurante mais antigo de BH e que sempre foi administrado por mulheres
Dono de um dos bolinhos de carne mais famosos de BH, Café Bahia vai completar 82 anos
Café Palhares serve há décadas PF mais conhecido de BH e foi até ‘plantão esportivo’
Parada obrigatória de políticos, tradicional Café Nice completa 80 anos de história em BH
As histórias e curiosidades da tradicional Mercearia Lili, que completa 70 anos em BH
Patrimônio de Belo Horizonte, Cantina do Lucas é ponto de encontro há 57 anos

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link