Notícias

Com surto de sarampo em SP, Minas está em alerta para novos casos da doença

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 23/07/2019 às 11:10
atualizado em: 24/07/2019 às 09:27

Texto:

Foto: Carlos Bassan
Carlos Bassan

Na tentativa de barrar o surto de sarampo na cidade, São Paulo começa a campanha de vacinação nas escolas no próximo dia 31 de julho. O objetivo é imunizar jovens a partir de 15 anos, estudantes do ensino médio. A campanha de vacinação também vai para universidades de todo o estado a partir desta terça-feira. A cidade já registrou 363 casos da doença, sendo que 226 foram contabilizados somente neste mês.  

Em Minas Gerais autoridades estão atentas já que o período de férias pode contribuir para casos vindos de outros estados e até de fora do país. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, até o momento, o estado já registrou 137 casos suspeitos de sarampo neste ano. Desses, 95 foram descartados, 38 ainda estão em investigação e quatro casos foram confirmados, sendo um importado.

O primeiro caso confirmado é o de um italiano, morador de Betim, com histórico de viagem recente à Croácia e à Itália nos meses de dezembro do ano passado e janeiro de 2019. Os outros três casos são de pessoas que estiveram em outros estados com registros de surtos da doença. 

Em 2018, o Brasil enfrentou a chegada do vírus do sarampo, com a ocorrência de surtos nos estados do Amazonas, Roraima, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Sergipe, Pernambuco, São Paulo, Bahia, Rondônia e Distrito Federal. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos de sarampo no mundo aumentou cerca de 300% somente no primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2018. Foram registrados mais de 112 mil casos de sarampo em 170 países nos três primeiros meses de 2019. A entidade informou que os recentes surtos da doença causaram muitas mortes, principalmente de crianças.

“A transmissão do sarampo ocorre por via respiratória, com a aglomeração de pessoas, quem não estiver imunizado pode pegar a doença, caso alguém com o vírus esteja no mesmo local. Então, as pessoas com idade até 29 anos e não sabem que têm as duas doses da vacina, devem procurar os centros de saúde para se vacinar. Pessoas com idade acima de 29 anos devem tomar apenas uma dose e já vai estar protegida contra a doença por toda a vida”, alerta Lúcia Paixão, diretora de promoção à saúde e vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link