PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Champions: sem Neymar, suspenso, PSG confirma Cavani e Mbappé fora de estreia contra o Real

Por Agência Estado, 16/09/2019 às 18:37
atualizado em: 16/09/2019 às 18:40

Texto:

 

Sem poder contar com Neymar, que cumprirá suspensão aplicada ainda na temporada passada, o Paris Saint-Germain confirmou nesta segunda-feira que os atacantes Kylian Mbappé e Edinson Cavani estão descartados da estreia do time nesta edição da Liga dos Campeões da Europa, na quarta, às 16 horas (de Brasília), em casa, contra o Real Madrid.

O astro da seleção francesa e o goleador uruguaio estão em fase final de recuperação de lesões e o clube avisou que os dois só têm chances de ficar à disposição do técnico Thomas Tuchel a partir do próximo final de semana, quando a equipe parisiense terá pela frente o Lyon, no domingo, como visitante, pela sexta rodada do Campeonato Francês.

Por meio de um comunicado oficial divulgado em seu site, o PSG informou que o processo de reabilitação de Mbappé e Cavani de suas lesões tem "boa evolução", mas avisou que a "recuperação completa" e a consequente liberação para participar de todos os treinos com o resto do grupo da equipe está prevista apenas para o fim de semana.

Agora confirmado como baixa contra o Real, Mbappé lamentou a sua ausência no confronto por meio de uma publicação em sua página no Twitter: "É oficial, não vou estrear em nossa campanha europeia em casa contra o Madrid. Estou muito triste por não poder jogar, mas vou dar todo o meu apoio das arquibancadas para a equipe e espero retornar 100% para dar o meu máximo agora e sempre".

Assim, Tuchel não terá como escalar nenhum dos três principais jogadores de ataque nesta estreia diante do Real Madrid, no estádio Parque dos Príncipes, pela primeira rodada do Grupo A da Liga dos Campeões, que nesta quarta-feira também terá o confronto entre Brugge e Galatasaray, na Bélgica. E Neymar terá de cumprir três partidas de suspensão nesta edição da competição continental por causa de insultos à arbitragem logo após o jogo em que o PSG foi eliminado pelo Manchester United, em casa, no dia 6 de março, nas oitavas de final de final da última Liga dos Campeões.

Em junho passado, o Comitê de Apelações da Uefa rejeitou um recurso do clube francês contra a suspensão de três jogos imposta a atacante, que foi punido por ter publicado comentários ofensivos contra os árbitros assistentes de vídeo que ajudaram o juiz a marcar um pênalti nos acréscimos do segundo tempo para o United. Naquela ocasião, o time inglês converteu a cobrança e assim sacramentou a vitória por 3 a 1 e a sua classificação às quartas de final mesmo após ter perdido o duelo de ida, no Old Trafford, por 2 a 0.

Neymar, que estava machucado e não participou do duelo, disse, em publicação no Instagram, que os árbitros assistentes de vídeo "não entendem de futebol", além de tê-los insultado. Por causa da punição, ele também ficará fora dos jogos contra Galatasaray e Brugge, ambos fora de casa, nos respectivos dias 1º e 22 de outubro, pelas duas rodadas seguintes do Grupo A da Liga dos Campeões. Ele só estará liberado para atuar na quarta rodada da chave, no dia 6 de novembro, em Paris, contra o Brugge.

Além de não poder contar com o seu poderoso trio ofensivo, o PSG confirmou nesta segunda-feira que os alemães Julian Draxler e Thilo Kehrer seguem se recuperando de lesões e sem previsão de volta ao time. O clube também avisou que o jovem lateral Colin Dagba, de 21 anos, com uma lesão no tendão direito, só voltará a treinar com o elenco da equipe francesa dentro de duas a três semanas.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link