Gustavo Lopes

Coluna do Gustavo Lopes

Veja todas as colunas

Mudança na regra do rebaixamento

O Brasileirão rebaixa mais equipes que os demais.

02/09/2019 às 06:02

O Presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, em uma entrevista coletiva levantou a questão sobre a regra de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ao questionar o fato de que 20% dos Clubes podem descer para a Série B.

O Campeonato Argentino rebaixa 4 clubes de 26 participantes, o Alemão 2,5 de 18, o Italiano, o Espanhol e o Inglês, 3 de 20, ou seja, dentre as principais Ligas do mundo, proporcionalmente, o Brasileirão rebaixa mais equipes que os demais.

Uma alternativa interessante seria ter o Campeonato Alemão como exemplo e rebaixar 3,5 por temporada. Explique-se, na Bundesliga, o 16º disputa play-off contra o 3º colocado da segunda Divisão por vaga na elite.

Assim, no Brasileirão, poder-se-ia instituir um play-off entre o 4º da Série B e o 17º da Série A. Seriam dois jogos de ampla importância com estádios cheios e cobertura da TV justamente quando a temporada regular já terá terminado.

Tal medida traria interessantes disputas para ficar subir de 18º para 17º na Série A e para conquistar o 3º posto na B.

Eventual mudança não feriria a legislação e dependeria apenas de aprovação dos Clubes com o detalhe de que deveria ser utilizada por, ao menos 2 anos, com fulcro no Estatuto do Torcedor.

Quem aderir a essa ideia pode levá-la ao Ouvidor do Campeonato Brasileiro, o Dr. Roberto Sardinha, pelo e-mail ouvidoriacompeticoes.sardinha@cbf.com.br .

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link