Álvaro Damião

Coluna do Álvaro Damião

Veja todas as colunas

Números que condenam 

06/08/2019 às 10:18

Bruno Haddad/Cruzeiro

Os números do Cruzeiro não são bons. Na realidade, são assustadores. Em 17 jogos, a Raposa venceu apenas uma partida. São sete partidas sem marcar nenhum gol. Sabe o que isso significa? A pior série da história do clube. 

A pergunta que fica é: o que está acontecendo com o Cruzeiro? Sei que não é fácil responder, mas cabe à comissão técnica, jogadores e diretoria sentarem e buscarem uma solução urgente para isso.

História, tradição e experiência não faltam à instituição. Qualidade técnica não falta aos jogadores e ao treinador, mas algo não está dando certo. Se o problema foi a interferência da crise administrativa do clube, que o presidente Wagner Pires de Sá tenha sabedoria para blindar o time disso.  É difícil separar as duas coisas, mas, neste momento, é vital ao Cruzeiro que isso aconteça. 

Depois da derrota por 2 a 0 para o Atlético, no último domingo (4), o time celeste volta a campo nesta quarta-feira (7), em mais um jogo importantíssimo. Cruzeiro e Internacional se enfrentam no Mineirão pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil. Vou aproveitar para repetir o que disse o competente repórter da Rádio Itatiaia, Samuel Venâncio: hoje, a partida da Copa do Brasil se tornou a menos importante para o clube. Há quem discorde disso, mas deixo aqui os motivos pelos quais concordo com o Samuel. O foco da Raposa precisa ser exclusivamente no Campeonato Brasileiro. São 13 jogos e apenas duas vitórias. Um aproveitamento de 25.6%. Isso é inaceitável para um clube como o Cruzeiro. 

Só para ilustrar ainda mais este cenário, em 2011, quando o time quase foi rebaixado para a Série B, ao final da 13ª rodada do Brasileirão, o Cruzeiro era o 9º colocado na tabela, com 18 pontos e um aproveitamento de 46,15%. Hoje, o Cruzeiro ocupa a 17ª posição com dez pontos. Restam 25 jogos, 75 pontos estão em disputa para não cair, o Cruzeiro precisa conquistar 35 deles.

Impossível? Jamais. Muita bola vai rolar e a situação pode ser revertida, mas para que isso aconteça todo mundo precisa acordar. Todos! Sem exceção! Ou o Cruzeiro volta a marcar gols e a vencer, ou a situação só ficará ainda mais complicada. 

Sendo o foco ou não, a bola vai rolar pela Copa do Brasil. Uma vitória celeste seria essencial para elevar o moral do grupo e trazer um pouco mais de confiança à torcida. Que o torcedor entenda que neste momento o apoio é fundamental. As cobranças também são necessárias, mas tudo tem a hora certa. 

Boa sorte ao Cruzeiro! 

Tamo junto e até a próxima! 
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link